Troca de casa: o que é e como funciona

Troca de casa: o que é e como funciona

07 jan 16
Troca de casa: o que é e como funciona

Apesar de ser um esquema pouco conhecido no Brasil, trocar de casa é muito comum na Europa e nos Estados Unidos. Esse sistema chega a ser utilizado inclusive para finais de semana, ou seja, uma família de Londres vai para Paris e vice-versa.

A maneira mais conhecida de se fazer isso é através de sites especializados no assunto, alguns conhecidos como clubes de troca de casa. A forma tradicional é a que estamos fazendo agora: uma troca simultânea. Enquanto você está na casa da pessoa, ela está na sua casa. Geralmente a troca ocorre entre 1 e 4 semanas.

Há vários outros formatos além do simultâneo. Você pode fazer uma troca não simultânea, pode utilizar uma segunda casa na troca (casa de praia ou de montanha) e há ainda o sistema “hospitalidade” que é quando você recebe o outro enquanto você está em casa.

Além disso, trocar de casa pode incluir uma troca de carros também, dependendo da negociação. Outro aspecto importante é o fato de que apesar do nome conhecido no Brasil ser “troca de casa”, o esquema funciona para chalés, apartamentos, barcos, motorhome e qualquer outro modo de viver que a pessoa considere seu lar. Por isso o nome original é “home exchange”, ou seja, troca de lar.

Sites de troca de casa

Há mais de 100 websites especializados no assunto. Alguns atuam em nichos de mercado como público com mais de 50 anos ou professores e pesquisadores em busca de um ano sabático.

As empresas mais conhecidas e tradicionais no mercado estão localizadas nos Estados Unidos e na Europa.

Aqui estão 8 sites para você começar a sonhar com sua casa em mais de 150 países. Alguns cobram anuidade, outros não:

Grande parte dos sites acima oferece o que eles chamam de “trial memberships” que é um período curto de tempo que você pode se filiar gratuitamente para fazer pesquisas e contatos. Eu fiz essa experiência em alguns antes de decidir pelo HomeExchange.

Além dessa experiência, a maior parte dos sites mantém blogs com várias informações complementares, além de guias e manuais que podem ser baixados gratuitamente. Caso você queira entender detalhadamente como aquele “clube” funciona, esse tipo de leitura pode te ajudar bastante.

Resumo do processo para trocar de casa

Vamos escrever um post específico com detalhes sobre como fizemos nosso perfil, mandamos propostas e fechamos nossa primeira experiência com uma família do estado americano de Idaho. Aqui somente adiantamos de forma bem resumida o que acontece depois que você escolhe um site para se filiar:

1)      Você faz a inscrição no site e efetua o pagamento da anuidade, caso não seja free.

2)      Você cria o perfil da sua casa. Geralmente você tem que publicar fotos, descrever detalhes dos cômodos, incluir um perfil da família e acrescentar informações relevantes sobre o bairro e a sua cidade.

3)      Você começa a pesquisar os destinos que pretende visitar e dentro deles as casas que te interessam.

4)      Você envia propostas para os perfis que te interessam, especificando que tipo de troca quer fazer e por quanto tempo.

5)      Outros membros do clube enviam propostas para você para trocar de casa. Geralmente isso é feito através do sistema de mensagens do próprio site que você aderiu.

6)      Quando ocorre uma convergência de interesses, você começa a negociar detalhes como inclusão de carros, dúvidas sobre a cidade, perguntas sobre detalhes da casa e o que mais for necessário para sentir segurança na troca.

7)      Fechada a troca é preenchido um “Exchange Agreement” que nada mais é do formalizar um acordo de troca.

8)      Você começa a preparar a sua casa para a troca.

Pontos positivos e negativos

Uma vantagem óbvia do sistema de intercâmbio de casas é a economia de não gastar com diárias de hotéis (eventualmente locação de veículos) e a conveniência de poder se sentir “em casa” fora de casa, vivendo o destino como um morador local. Por outro lado, o “preço” desses benefícios é ter que limpar, lavar e até cozinhar, especialmente se você viaja com crianças. Para algumas pessoas essas atividades rotineiras podem não se encaixar exatamente no que é considerado férias.

Esse primeiro post é uma visão geral desse universo chamado troca de casa. Nos próximos artigos vamos dar dicas sobre como encontrar um bom parceiro no processo, como preparar a sua casa para a troca e também vamos abordar a principal dúvida dos leitores: é seguro?

14 comments

  1. Eu vi essa troca de casas em um filme com Cameron Diaz,Jude Law e Kate Winslet “O amor não tira férias”e achei uma experiência bem legal ! Vou acompanhar aqui pra ver como foi a sua.

    • Adriana Pasello

      Então Lilian, o filme também foi uma inspiração pra nós. Vem com a gente no SnapChat também. “adrianapasello”

  2. Pamella

    Legal, Adriana! Achei esclarecedor, já estou ansiosa para os detalhamentos!

    • Adriana Pasello

      Podexá que a gente fica tempo suficiente dentro de casa para escrever. ahahahaha

  3. Elke Resquetti

    Esclarecedor o seu texto Adriana. Afinal de contas,por ser algo “novo” para nós, gera bastante curiosidade.
    Continuem se divertindo!
    Beijos

    • Adriana Pasello

      Obrigada queridona, logo publicarei outros para esclarecer sobre a questão do preparo da casa e de como prospectar uma troca. bjo

  4. Monica Sisti

    Muito legais as informações! Quem sabe embarcamos nessa também?!?
    Bjs e aproveitem a experiência!!!

    • Adriana Pasello

      Contem com a minha ajuda Monica. Bjo

  5. Eu estou amando essa experiência, acompanhando tudo através do SnapChat, a minha pergunta é, isso acontece só entre famílias ou pode ser pessoas solteiras que moram sozinhas também? Caso a família que você está trocando de casa tenha animal, você se responsabiliza pelo pet?

    Bjos

    • Adriana Pasello

      oi Jussara, eu vi vários perfis de pessoas sozinhas nos clubes de troca de casa, apesar da maioria ser casal ou família com filhos. A questão do pet é negociável. Alguns clubes já pedem para você indicar se quer ou não fazer troca com pet no perfil da casa. Tudo é negociável entre as partes. Abraços e obrigada por viajar com a gente!

  6. Fran Agnoletto

    Oi Adri,

    Estou acompanhando e amando a experiência de vocês!!!!
    Aproveitem muito!!!

    Beijão,

    Fran @ViagensqueSonhamos

    • Adriana Pasello

      Obrigada pela companhia Fraaaannnnn. bjo

  7. Estou adorando sua aventura. Estou louca para ver os posts detalhados.

    Bjs!

  8. Gustavo Woltmann

    Nossa, nunca tinha ouvido falar dessa modalidade, é bom para ambos né, que economizam bastante.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>