Troca de carro, vizinho, telefone, babá e pet

Troca de carro, vizinho, telefone, babá e pet

02 fev 16
Troca de carro, vizinho, telefone, babá e pet

Estamos chegando ao final da nossa primeira experiência de troca de casa de quase 2 meses aqui nos Estados Unidos.

Já publicamos dois artigos sobre o assunto. Aqui comentamos sobre como funciona uma troca de casa. Neste outro há dicas de como prospectar uma boa troca depois que você se cadastra em um site.

Neste post abordamos outras coisas que podem ser incluídas na troca. É importante entender que a negociação é efetivada integralmente entre as partes. Os “clubes de troca de casa” dão orientações e sugestões, mas os detalhes são acertados de forma privada entre as famílias interessadas.

Há uma variedade de itens que podem ou não fazer parte desse acerto. Considerar as trocas adicionais pode tornar sua experiência mais interessante e econômica.

Carro

Esse é o mais óbvio. Nossa troca de casa incluiu 2 veículos. Além de ter seguro e se certificar que o outro também tem, as partes precisam incluir o nome de outros motoristas na apólice. Obviamente você precisa ter certeza de que estará habilitado corretamente para dirigir fora do Brasil já que alguns países exigem Carteira Internacional. É necessário conversar claramente sobre isso e obter a garantia de um seguro no destino.

Não descarte trocas que não incluam carros já que em muitos países da Europa, por exemplo, o transporte público é farto e eficiente. Conseguir uma troca em um desses lugares sem carro pode compensar.

Limpeza

Faxineira semanal não é tão comum nos EUA e na Europa como no Brasil. No entanto, existe a possibilidade de você pode trocar um serviço de limpeza semanal já que geralmente as pessoas não querem gastar tempo precioso de férias na limpeza.

Nós tentamos fazer essa troca com a família do Idaho e, apesar deles terem desfrutarem desse serviço, não toparam fazer essa troca. A família nos disse que não queria alguém “de fora” na casa durante as férias.

Telefones

Nossa casa em Boise não tem uma linha fixa. Apesar disso, deixamos nossa linha em Londrina disponível para que eles fizessem ligações locais.

Se você deixar seu telefone fixo para ser usado, precisa pensar no que deixará autorizado e inclusive comunicar a operadora para evitar problemas. Um bom wifi é praticamente obrigatório em troca de casa, independente da linha telefônica.

Vizinhos e visitas

É importante ter uma pessoa de apoio na troca já que não se pode prever um chuveiro estragado ou uma chave perdida. Isso é complicado para quem não fala português. Sugiro que você converse sobre isso em detalhes durante a negociação e, assim como nós, saia do Brasil com o nome e o telefone de um contato no destino. Um bom relacionamento da outra parte com os vizinhos também é um ótimo sinal sobre quem você está negociando.

As partes também devem comunicar se receberão visitas durante o tempo na casa. Nós negociamos antes que os avós deles ficariam na nossa casa um tempo e que meu irmão viria para cá. Isso precisa ficar bem claro porque ao cadastrar sua família você terá que informar quantas pessoas farão a troca junto com você. Caso pretenda levar a vovó, já faça o cadastro incluindo mais uma pessoa.

Acessórios

O que você tem que pode contribuir para a estadia da outra família? Vale tudo para facilitar a vida dos visitantes: bicicletas, capacetes, carrinhos de bebê, berço, cadeirinha de carro. Isso pode ser descrito no seu perfil para atrair mais interessados.

No nosso caso, o fato da família ter oferecido as roupas e acessórios de neve para nossos filhos usarem aqui evitou vários gastos. Nós também oferecemos itens que poderiam ser utilizados para piquenique e na praia. Facilitar a vida dos outros ajuda a conseguir uma boa troca.

Babá

Nós não temos o costume de utilizar esse serviço, mas deixamos opções para a família acionar caso necessário. Do lado deles, deixaram 3 opções com referências pessoais sobre babás que eles têm o hábito de utilizar. Prático e conveniente.

Bichinho de estimação

Durante nossas buscas eliminamos todas as casas com “pets”, até porque não temos um para fazer a troca. Mas se você tem um, há essa possibilidade, ou seja, deixar seu animalzinho em casa para ser cuidado pelos visitantes e vice-versa.

Há pessoas que se cadastram nos sites para conseguir alguém para cuidar da sua casa enquanto viajam e isso inclui animais. Fique esperto. Aconteceu conosco de uma família da Califórnia ter mais de 6 animais e oferecer a casa sem querer uma troca de volta. O que eles queriam mesmo era o que é conhecido como “house sitting”, ou seja, uma babá para a casa da família.

Gentilezas

O que você pode oferecer para a outra família que vai além do mínimo necessário? Um celular habilitado pronto para ser usado? Um final de semana em uma casa de lazer de alguém da família? Um jantar no restaurante de um amigo? Vale tudo para contribuir para a experiência do outro.

Nós nos antecipamos e pedimos para uma vizinha muito amiga buscar a família americana no aeroporto na chegada deles no Brasil. Acabou acontecendo uma contrapartida exatamente assim. Um vizinho foi nos buscar aqui em Boise e isso fez com que ficássemos bem próximos dele durante nossa estadia aqui.

Nós também deixamos um jantar e um café da manhã prontos para que eles não precisassem fazer compras no dia da chegada no Brasil. Não é uma boa recepção para uma troca de casa?!

Estes são alguns itens que podem fazer parte de uma troca de casa. Se você viaja com crianças, o fato de procurar famílias com esse perfil contribui para melhor entendimento das necessidades e uma estadia mais adequada.

Essa relação não esgota tudo que pode ser negociado. Se você tem algo a barganhar, considere incluir no seu perfil para conseguir uma troca melhor!

1 comment

  1. Pamella

    Muito bom! :)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>