10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar

10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar

11 maio 17
10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar

O momento é tão vivo na memória que parece que aconteceu no mês passado. Eu estava grávida quando li pela primeira vez sobre “bonding” em um livro americano sobre maternidade. Passados 10 anos, o assunto ainda martela na minha cabeça.

Confesso que, até engravidar, eu nunca tinha parado para refletir sobre a necessidade das mães pensarem em estratégias para ganhar a simpatia dos filhos. Até então, tudo parecia meio automático.

Sempre quis escrever a respeito, mas ficava na dúvida se um assunto tão “maternidade” caberia em um blog de viagens. Quando foi decidido que o tema desta ação coletiva seria sobre dicas de viagem, não resisti. Quer melhor momento para colocar esse conceito em prática do que o tempo juntos das férias em família?

Falando no termo em inglês, “bonding”, creio que a melhor maneira de traduzir para o português é citando o livro Pequeno Príncipe:
— Que quer dizer “cativar”?, perguntou o Príncipe.
— É algo quase sempre esquecido, disse a raposa. — Significa criar laços.

Então, vamos direto ao coração. Como usar as férias para cativar os filhos? O que fazer para fortalecer os laços familiares? Como conectar mais profundamente, aproveitando o tempo que está turistando?

 

Collage1

 

Aqui estão minhas 10 dicas de viagem. Cada uma delas com um verbo simples e poderoso para colocar em prática:

1.       Sorria
Descanso não combina com cara fechada ou postura profissional. Dê boas gargalhadas. Relaxe. Toda viagem envolve alguma dose de perrengue. Aproveite e ria de você mesmo. É libertador. Se dar risadas não faz parte da sua vida, compre um livro de piadas ou assista uma comédia. Isso gera cumplicidade e quebra barreiras.

2.       Ouça
Já ouviu falar em escuta ativa? Para praticá-la você precisa focar no seu filhote, manter a mente aberta, não julgar, não interromper e colocar-se no lugar do outro. Cuidado: ouvir não é sinônimo de escutar. Pare de falar e abra espaço para eles falarem. Lembre-se! Dois ouvidos e uma boca.

3.       Pergunte
Não é interrogatório. Seu filho está falando e você não está entendendo? Faça perguntas sinceras e interessadas. O que ele está achando da viagem? Que programa gostaria de fazer? Seu filho é adolescente e a conversa anda tensa? Compre um jogo de perguntas como o “Puxa Conversa Família”.

4.       Desconecte
Deixe as redes sociais um pouco de lado. Elas são boas para diversão e amizades, mas no dia a dia podem causar distanciamento familiar. Que tal fazer um combinado de internet somente no hotel, à noite? Aproveite para desintoxicar. Dependendo do grau de dependência tecnológica familiar, considere uma viagem para um lugar sem wi-fi.

5.       Desacelere
Muitas viagens se parecem mais com maratonas familiares. Aqui eu faço um “mea culpa”. Tire o pé do freio e faça do caminho para o destino um passeio também. Andar o dia inteiro de um ponto turístico para outro não vai deixar espaço para conversas mais significativas, concorda? Que tal um almoço de 1 hora todo dia durante a viagem?

 

Collage2

 

6.       Abrace
Não há nada como o toque físico. Verbo altamente recomendado em doses diárias, 3 vezes por dia, pelo menos. Seja intencional e peça abraços se eles não acontecem espontaneamente. As memórias afetivas são construídas olho no olho. Vale cafuné, colo, cócegas e assistir TV deitados na cama do hotel.

7.       Compartilhe
Seu passado, suas lutas, sua história, seus erros. Torne-se um humano mais acessível para seu filho. Isso não causa perda de autoridade, muito pelo contrário. Ele vai conhecer você com mais profundidade. Ele compreenderá que muitas dúvidas dele, já foram suas dúvidas também. Quando eu faço isso com meus filhos, eles dizem: conta mais!

8.       Sonhe
Com o futuro, com a próxima viagem, com uma aventura. Nesse bate-papo sobre as expectativas a respeito do que deve acontecer, você vai conhecer melhor o que seu filho espera da vida. Quem sabe você não descobre um medo ou uma angústia que estava oculta na correria da rotina?

9.       Supere
A palavra aqui é adrenalina. Façam algo emocionante juntos. Experimentem um desafio. Que tal rafting ou trekking?  Saia do seu quadrado e programe passeios nunca feitos antes por ninguém da casa. Novas atividades fortalecem os vínculos. Esse verbo eu preciso voltar a praticar, urgente!

10.   Explore
O desafio é sair da posição de observador turístico para um viajante explorador. O mundo é uma sala de aula com abundância de temas de história, geografia, ciências, arquitetura e tantas outras coisas. Use e abuse do cenário para explorar novos ambientes com seus filhos. Permita que eles estabeleçam o ritmo da exploração.

 

Collage3

 

Essas 10 dicas de viagem têm um destino final: vínculos familiares fortes e saudáveis. Precisamos ser intencionais e pensar em estratégias.

Alguém já disse que não existe tempo de qualidade sem quantidade de tempo. Sendo assim, não podemos desperdiçar 1 hora sequer. É necessário lembrar sempre do que nos ensinou a raposa.

————-

Esse texto faz parte de uma Blogagem Coletiva com 38 blogueiras de viagem escrevendo sobre o mesmo tema ao mesmo tempo. O título foi sugerido pela Andreza do Andreza Dica & Indica e a imagem fofa é da Patricia Papp do Viajo com Filhos.

Faça a conta e veja como essa blogagem vale o investimento do seu tempo: 38 blogs x 10 dicas = 380 super dicas de viagem. É dica suficiente para você viajar até o fim da vida com seus filhos. =)

Boa leitura! #Dicadeviagemdemãe #Dicademaeviajante

————-

Blogs participantes:

.
————-
Esta é a 8a Blogagem Coletiva que participamos. Todas elas são recheadas de dicas, destinos e informações sobre viagem com crianças. Leia aqui os textos anteriores.

————-

 

Collage4

45 comments

  1. Que saudades que eu estava de ler seus posts no Diário de Viagem!!!
    Como sempre textos lindos!!!
    Super concordo com você!!! O mais importante ‘bestarmos juntos e fortalecermos os laços.

    Beijão e um lindo dia das Mães!!!!

    • Adriana Pasello

      E eu com saudades de escrever para o blog. kkk
      Bjks lindona! =)

  2. Aaai, fiquei emocionada! É isso mesmo, viajar com os filhos estreita os laços, conecta e nos faz uma família unida! Amei!

    • Adriana Pasello

      Muita emoção e muito coração envolvido mesmo, Aline. Sem dúvida nenhuma isso une a família. bjks

  3. Que lindo Adri! Como ouvir é importante! Aqui em casa, o que não faltam são abraços hehehe nem sempre voluntários, mas, se necessário, até suborno e coação valem nesse quesito! Bjo

    • Adriana Pasello

      kkkkk Também sou mãe de menino, Clau, esqueceu?

  4. Adorei o post! Escuta ativa é tudo. E concordo que darmos espaço não é perder autoridade. Criamos laços muito fortes desta forma.

  5. Adriana, amei suas dicas! Valem não só para viagens, mas para a vida sempre! Super concordo que viajar é uma oportunidade maravilhosa de criar e manter laços com os filhos, acreditamos muito nisso e colocamos em prática. Fora que eu sou super grudenta com meus malinhas, adoro o tempo que podemos ficar todos juntinhos!
    Feliz dia das mães pra vc!

    • Adriana Pasello

      Que bom, Cintia! Verdade, valem para toda a vida!

  6. Que post lindo! Amei!!! O mais importante da viagem não é o lugar, é estar junto da família, curtir aquele momento.

    Amei! :*

    • Adriana Pasello

      Obrigada, Trícia. Sem dúvida, o destino é só pano de fundo para algo muito, muito maior. bjks

  7. Que lindo post, Adriana! Foi um presente! Amanhã mesmo vou dar uma oficina para mães e filhos, justamente para trabalhar o estabelecimento dos vínculos através do corpo. Estou bem às voltas com esse tema, e foi uma delícia olhar pra ele pela sua perspectiva. Um beijo!

    • Adriana Pasello

      oi Renata, que coincidência. Gostaria de saber mais sobre essa oficina. Vou te chamar inbox. bjks

  8. E, não é que explorar é uma grande diversão? Sorrir e ouvir, sempre são dicas que temos que ter, não importa a idade. adorei o post. Feliz Dia das mãe.

    • Adriana Pasello

      Verdade, Susana. São valores que independem da idade dos filhotes. bjks

  9. Debora Godoy Segnini

    O que eu mais gostei? Tudo!!! Fiquei contente que de alguma forma, todas nós estamos quase que na mesma sintonia! Isso é bom de saber!!! Feliz Dia das Mães. Um bj

    • Adriana Pasello

      kkkkk Verdade mesmo, Débora. Sinal claro que existem boas práticas que funcionam nas famílias viajantes. bjks queridona!

  10. Simplesmente lindo! Para ler e refletir. Parabéns Adri, essa é a essência da vida em família! Beijos e feliz dia das maes!

    • Adriana Pasello

      oi queridona, verdade, é a essência! bjks

  11. Bárbara Calmeto

    Amei essa abordagem que você escolheu para o tema. Realmente o tempo de férias é ótimo para cativar os filhos. Bjs

    • Adriana Pasello

      oi Bárbara, missão árdua, mas possível. rs

  12. Que delicia de texto pra ler. Adorei a forma que vc deu as dicas em palavras e tbém a conta das 380, realmente muitos motivos pra viajar né. Adorei participar bjs.

    • Adriana Pasello

      Então Silvia, nós escrevemos praticamente um e-book em conjunto. Aliás, estou para ir lá no grupo e lançar essa ideia.

  13. Que ótimas dicas! Como já mencionaram aqui é possível e muito importante adapta-las para outras situações do nosso dia-a-dia. Com certeza o entrosamento familiar nesse período é fundamental, talvez o aspecto mais importante relacionado as viagens em família. Parabéns pelo texto e Feliz Dia das Mães!

    • Adriana Pasello

      Eu creio nisso, Rosangela. O entrosamento familiar é o melhor ganho de todos!!!

  14. Que post lindo! Adorei todas as dicas! Aqui esse trabalho de desacelerar sou eu quem tento fazer, já que meu marido quer fazer/ver tudo o que é possível quando estamos viajando, e tem dado certo. Toda vez que passamos dos limites da pequena tivemos problemas, como já seria esperado, então o melhor é “devagar e sempre”.
    Abraços e feliz dia das mães!

    • Adriana Pasello

      Confesso que eu sou mais acelerada que o maridón, mas tento sempre praticar esses verbos, nos intervalos do roteiro mesmo! bj

  15. Ana Carolina Miranda

    Adriana, ótimas dicas! Viajar com os pequenos é tudo de bom, né? Acho que preciso desacelerar e desconectar… Vou seguir suas dicas. Bjs

  16. Adri, seus posts sempre surpreendem! Amei, amei, amei como escreveste tudo de forma tão simples e verdadeira! Tenho desconectado mesmo quando viajo com a turma aqui de casa. É preciso! Depois eu me lasco para escrever p blog, pq não tenho a foto esta ou aquela, mas… entendi que a viagem primeiro é para mim/nós e só depois é p blog. Bj!

    • Adriana Pasello

      Falou tudo. A viagem é primeiro para nós, família, depois para o blog. #tamojunto

  17. Adriana, uma viagem sem as suas 10 dicas não faz o menor sentido! Amei o texto e o seu ponto de vista quanto ao cativar as crianças e registrar memórias de modo mais afetivo. Parabéns! Beijos.

    • Adriana Pasello

      Vambora construir memórias! bjo

  18. Pura verdade que os momentos que passamos juntos merecem toda dedicação sempre, em viagens e em casa.

    • Adriana Pasello

      É tão fácil ligar o piloto automático, não é?!

  19. Maria Luiza

    Muito legal… adorei as dicas! Com certeza serão úteis.

  20. Que delícia de post, Adriana! É bem isso, a viagem tem que ser, acima de tudo, uma oportunidade pra fortalecer os vínculos familiares. E os verbos que vc listou são a cartilha perfeita pra esse fortalecimento! Amei! Beijos!

    • Adriana Pasello

      Vambora fortalecer esses verbos! bj

  21. Adri,
    Adorei seu post! E pelo pouco que te conheço, é bem o seu perfil! Sorrisos, alto astral, curtir… momento de relaxar!!
    Parabens!!

  22. Dri, que texto inspirado(r)!!! Um abraço!!

  23. Juro que li seu post e meus olhos encheram de lágrimas! Seu texto acertou em cheio meu coração ❤️ e me vi em todos os verbos que vc enumerou. Concordo com tudo: em genero, grau e número!! Viagem em família tem uma missão excepcional de apertar os laços. Parabéns Adri, por ser essa mãe especial e talentosa! Tenho certeza que seus pequenos estão bem “tied” e vão se orgulhar dessa mãezona sempre. Bjs dos 4 Ases

  24. Que post maravilhoso Adriana!!!! Amei, amei e amei!!! Dicas ótimas e super úteis! Alguns desses verbos praticamos nas viagens. Vou fazer uma analise e ver formas de aplicar os outros também!!!

  25. Simone Hara

    Adorei o post e todas as dicas!
    Tão importante ouvir nossos pequenos e nessa vida corrida lembrar que um toque, um abraço, um cafuné é insdispensável!

Deixe uma resposta para Andrea Barros Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *