Desconstruindo a Disney

Desconstruindo a Disney

02 ago 15
Desconstruindo a Disney

Promete que vai ler até o finalzinho do texto?

Eu também curto a Disney. Conheço os parques da Flórida e da Califórnia, compro produtos para meus filhos, temos nossos filmes prediletos e ajudo famílias amigas a organizar suas viagens para lá. Fique sossegada. Eu não pretendo estragar suas próximas férias.


Como este post nasceu

Eu já deveria ter escrito há muito tempo. Desde que ouvi uma pessoa de 22 anos dizer que esteve 10 vezes em Orlando e nenhuma vez em outros países, bateu essa vontade.

Com o radar ligado, comecei a prestar atenção nas conversas. Lembro de uma vez que, ao perguntar para uma mãe por que não levava a filha para outros destinos, a resposta foi: “Gosto de ir para Orlando porque, além dos parques, os vendedores já me conhecem pelo nome”. Hello?!

A decisão definitiva veio em setembro do ano passado quando as famílias brasileiras foram atingidas pela “notícia-bomba de que, sim, ocorrem furtos também dentro dos hotéis do complexo.

Opa, como, dentro da Disney? Confesso que fiquei mais surpresa com a reação das pessoas do que com os fatos. Nas redes sociais cruzei com mães em pânico, quase desistindo de viajar. Para outras, foi um misto de choque com incredulidade. Parecia que o encantamento estava se desfazendo.


A realidade dos destinos ultra visitados

Vamos aos fatos. O Consulado-Geral do Brasil em Miami registrou praticamente um furto por dia em 2014. O número de brazucas na Flórida chegou próximo de 2 milhões de pessoas no ano passado. Isso significa a população inteira de Curitiba viajando para o mesmo lugar. Faça a conta e verá que não é um índice alarmante.

Sejamos realistas. Muita gente endinheirada e compradora no mesmo lugar sempre atraiu oportunistas, na Flórida ou em qualquer outro destino turístico. Não estamos 100% seguros em lugar algum. Sim, podemos ser lesados durante as férias nos parques, hotéis, outlets e aeroportos americanos.

Encaremos a verdade. Os parques temáticos aparentam ser um lugar perfeito onde certas mazelas não estão presentes. Ocorre que os funcionários e os visitantes são pessoas reais e não personagens de contos de fadas. Apesar de toda competência da Disney, não há como garantir que somente gente “do bem” esteja lá.


Há magia fora da caixa?

Mesmo que as famílias brasileiras já estejam menos assustadas, aqui vão 2 sugestões para você:

1 – Visite Orlando. Se nunca foi, vá. Tome as precauções necessárias e mergulhe de cabeça na diversão. Imagine-se em uma capital brasileira e aja com prudência com as compras e com os filhos. Visite tantos parques quanto seu dinheiro e tempo permitirem. Devidamente satisfeita, por favor, eu insisto, embarque para outros destinos.

2 – Esqueça temporariamente de Orlando. Dê férias para a Disney. Considere viajar para outros lugares com seus pimpolhos. Qual o problema dos teus filhos não possuírem os brinquedos recém-lançados ou não terem visitado uma área recém-inaugurada?

Destinos de sonho que estão dentro dos parques podem se tornar uma realidade absolutamente mágica. Que tal uma viagem de verdade pelos países da “vitrine” do Epcot Center?


Bebendo água da fonte

Já pensou em visitar o castelo na Alemanha que serviu de inspiração para o da Cinderella? Imagine que máximo brincar de voar como Peter Pan pelos céus de Londres!  Aproveite que você está na Europa e corra como a Princesa Mérida pelos campos da Escócia. Que tal levar as crianças para brincar na neve como Anna e Elsa na Noruega?

Quer fugir do euro e do dolar cotados a preço de ouro?

Vá mais longe e viaje em busca da verdadeira inspiração para a Mulan na China. Curte animais? Encontre o verdadeiro Rei Leão nas savanas do Quênia e da Tanzânia. Curte animais do mar? Procure Nemo na Barreira de Corais da Austrália.

Aqui pertinho de nós, viva toda a beleza do filme Up! Altas Aventuras na Venezuela. Mais óbvio, saia de férias aqui mesmo em estados nunca dantes visitados no país do Zé Carioca.


O perigo do excesso de repeteco

Você tem algum amigo que não se conforma com as férias anuais da família sempre na mesma praia? Conheço alguns e eles não curtiram esse histórico familiar. Talvez seus filhos também não entendam, quando adultos, o que levou vocês sempre para o mesmo destino sendo o mundo um lugar tão interessante e, atualmente, tão acessível.

Ouse, arrisque, mude de cenário. Novos destinos acabam nos forçando a desligar o piloto automático e viver novas experiências.

Há lugares mágicos espalhados pelos quatro cantos do planeta. A Disney é tão somente um deles.

 

12 comments

  1. Andrea

    Parabéns , você escreveu tudo que sempre quiz dizer !!! Muito legal

  2. Oi Adriana!
    Texto ótimo mesmo!! Parabéns!! Não posso dizer que não beberei desta água pois até nós trilheiros, já visitamos a Disney 2 vezes, mas realmente, ir sempre para o mesmo lugar, acho uma falta de criatividade…rsrs..
    Beijos!

    • Adriana Pasello

      oi Marcia, gostei do “falta de criatividade”. Sempre para o mesmo lugar vale para qualquer lugar, não é mesmo?! rs

  3. Excelente Adriana! Depois de duas vezes quase seguidas, por razões diversas, estamos dando um tempo a Orlando e à Disney, apesar de gostarmos muito. O mundo é muito grande para ficarmos presos a um só destino! E também, tem que dar saudade, isso é muito bom. Abraços

    • Adriana Pasello

      Verdade Luciano & Andrea, sentir saudades de um lugar é um sentimento muito bom. bjos

  4. Oi Adriana, gostei muito do post e o linkei no Links da Semana #9 do meu blog! Beijos, Amanda
    http://www.amandaqui.com

    • Adriana Pasello

      oi Amanda, obrigada pela gentileza. Bjo

  5. Muito legal o post, exatamente o que eu acho também. Tem muito mundo no mundo pra ficar só enfiado em Orlando e Disneyworld o tempo inteiro… isso sem falar que tem Disney em Paris, em Hong Kong, em LA… dá pra variar mesmo dentro do mesmo tema 🙂

    • Adriana Pasello

      Verdade Thaís, uma alternativa bem boa para quem não abre mão da Disney é variar o tema. rs Gostei! bjo

  6. Cristiane Senedese

    Adriana voltei hoje de Los Angeles e Las Vegas fomos com nossos 2 filhos.Viagem maravilhosa.Fugimos de Orlando queríamos algo diferente.

    • Adriana Pasello

      oi Cristiane! Que bom que teve uma experiência bacana. Nós curtimos muito a Califórnia e toda a variedade de cenários que ela oferece. Nunca ouvi falar de um turista que foi para a CA e voltou insatisfeito. rs Beijos e ótimas viagens!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *